domingo, 19 de abril de 2009

PREFEITO ABANDONA OBRAS



Moradores do bairro Novo II e povoado de Ruinha de São Cristóvão, estão enfrentando dificuldades com a paralisação das obras de calçamento. As obras começaram em junho e Setembro do ano passado. No bairro Novo II, é possível ver um trator quebrado e ruas interditadas com entulho, causando transtornos para pedestres e veículos que transitam pela aquela comunidade. “ A gente foi esquecidos depois da eleição” – disse uma moradora que não quer se identificar. Segundo ela, depois da eleição o prefeito não deu mais a atenção que vinha dando. Embora o vereador Gilvan Rosa Ribeiro ( Wambaster) –PC do B -, tenha feito pedido de providência na câmara para solucionar o problema, até agora nada foi feito. “Quero saber quando é que vai retornar as obras” – indagou o vereador Wambaster na tribuna da câmara. No povoado da ruinha de São Cristóvão a situação não é diferente. O prefeito começou o calçamento em Setembro e não deu continuidade. Sem respostas do Executivo as duas comunidades convivem de perto com ruas esburacadas, lama e poeira. “Nós pagamos impostos, merecemos respeito” – desabafou um morador.

RUINHA DE SÃO CRISTOVÃO

Atendendo reivindicações do povoado o vereador Eduardo Portela (PMDB), fez pedido de providencia na câmara para melhoramento no sistema de energia elétrica. Solicitou também do Executivo empenho no sentido de viabilizar melhoria no sistema de abastecimento e na qualidade da água distribuída aos moradores da ruinha de S. Cristóvão. Segundo o vereador Portela, os moradores vêm se queixando das quedas de energia elétrica e a qualidade da água constantemente. “A nossa água é turva com sabor desagradável, estamos colocando nossa saúde em risco, a energia é um problema constante” disse a moradora. “O meu papel como vereador estou fazendo, vou levar para câmara todas as reivindicações de importância para comunidade” – exclamou - Portela. “O SAAE – Serviço Autônomo de Água e Esgoto, vem sofrendo com inabilidade dos gestores, há vinte anos, o quadro de pessoal é pequeno,precisa-se fazer reforma nos filtros, registros e válvulas. Só em longo prazo para sanar as irregularidades” disse – Clécius Amambay da Rocha - secretário de administração e finanças do município. Para Eduardo Portela o povo tem pressa em ser assistido pelo poder publico e sua função como legislador é levar a demanda da comunidade aos órgãos competentes e a questão da água requer urgência por se tratar de uma questão de saúde publica. O vereador também pediu providencia para reforma dos canteiros da rua Amandio Mendes da Silva e saneamento básico da rua Elísio Bezerra, no bairro Alto da Liberdade e instalação de um telefone publico na Ilha Valentim Neves, no mesmo bairro. Segundo ele os canteiros necessitam de manutenção, pois serve de local de lazer, bate-papo da comunidade e, o telefone publico vai facilitar a comunicação dos moradores que na maioria das vezes tem que se deslocar para outro telefone que fica distante.

OPERAÇÃO VASSOURA - DE - BRUXA




A Policia Federal ainda não divulgou o resultado da operação vassoura-de-bruxa que foi deflagrada em 12 de dezembro do ano passado em 30 municípios do sul da Bahia. Dentre eles Itajuípe. Os agentes da Policia Federal estavam investigando pelo menos há, dois anos, prefeitos , secretários pelos crimes de licitações forjadas, uso indevido do dinheiro publico.Montante do desvio pode chegar a 28,5 milhões. O prefeito Marcos Barreto Dantas (PP) é parte indiciada no inquérito que corre em segredo de justiça. Além de Dantas, os ex-prefeitos – Dílson Argolo (Uruçuca),Pedro Jackson Almeida (Itapé), Williams C. Santana (Almadina), Fernando O. Gomes (Itabuna), compõem a lista de prefeitos que estão na mira da Policia Federal , Controladoria Geral da União e Ministério Publico Federal.


ABORDAGEM FEDERAL

Manhã de 12 de dezembro de 2008, aniversário de 56 emancipação política de Itajuípe. Policia Federal, chega na cidade ás 5 horas da manhã. Vai até a residência do prefeito Marcos Dantas. Não encontrando desloca-se à residência do chefe de gabinete Marcio Barbosa que levam os agentes Federais á prefeitura. Os policiais permanecem no local por cinco horas. Vasculham os setores de contabilidade e compras. Apreende computadores,HDs, CDs e pastas. O prefeito Marcos Dantas aparece, assina documentos e liberado dando seguimento aos festejos cívicos.

CARGO PARA APADRINHADO POLITICO


O prefeito Marcos Barreto Dantas (PP), criou mais um cargo - ouvidoria publica. A ouvidoria serve para encurtar a distância entre a prefeitura e os munícipes. A frente do cargo o prefeito colocou Ivan de Oliveira Santos Junior – 31 anos. Ivan Junior foi derrotado como candidato a vereador pelo partido DEM na ultima eleição. A finalidade da auditoria e receber, encaminhar e acompanhar as demandas, reclamações, elogios e sugestões referentes aos serviços prestados pelo município.Além da divulgação de serviços competentes a ouvidoria, elabora e divulga relatórios semestrais, sobre atividades, apresentando simultaneamente, ao prefeito propostas para soluções de situações recorrentes da comunidade. Espera se agora que o prefeito informe aos cidadãos a criação do órgão, e como os munícipes podem participar do governo participação e cidadania. “Que tudo não passe de cabide de emprego para consolar apaninguado político ou corporativismo , afinal o salário do ouvidor será de 3 mil reais, que provera do erário publico. Valor o suficiente para os cidadãos serem bem atendido pelo titular do recém criado cargo” diz o presidente do PPS – Erenilson Santos. Para Erê seria interessante que o prefeito use dos 80 mil reais, que existe no orçamento anual para propaganda, e leve até o povo a utilidade da ouvidoria publica, na construção de um município de direito para todos

PRAÇAS ESPORTIVAS ESTÃO SUCATEADAS EM ITAJUÍPE





Além do quase nenhum incentivo ao esporte em Itajuípe por parte da prefeitura. Os desportistas convivem de perto com o sucateamento das áreas que deveriam ser de praticas desportivas. A quadra municipal na rua Alcino Nascimento, se encontra totalmente abandonada, servindo de refugio para usuários de entorpecentes e animais peçonhentos. O estádio Humberto Badaró, de responsabilidade da Liga itajuipense de futebol, o teto da arquibancada, banheiros, completamente deteriorado. O ginásio de esportes, sem as mínimas condições de praticas desportiva, piso, banheiros tudo muito bem danificados pelo tempo, sem passar por qualquer reforma.Tudo isso foi o que constatou a Comissão Técnica de Obras da Câmara de Vereadores, presidida pelo vereador Eduardo Portela (PMDB), Que fizera vistoria aos locais conjuntamente com os demais vereadores. O Município tem orçamento de 96 mil, para manutenção e apoio ao esporte amador, espera-se que o prefeito viabilize investimento para sanar os problemas nas praças esportivas. Enquanto as reformas não acontecem o esporte vem jogado ao esquecimento em Itajuípe. Os poucos acontecimentos esportivos na cidade, se dão por conta da vontade e incentivos de cidadão que acreditam no esporte como instrumento de transformação social. “Hoje em Itajuípe não tem mais interbairros, campeonato intermunicipal, vôlei, tudo foi abandonado pelo prefeito” – diz os desportistas em coro. Segundo o Presidente da Câmara de Vereadores José Carlos Mansur Gonzaga (PP), o legislativo vai encaminhar o parecer da comissão aos órgãos competentes, para que se tome a devida providencias em tempo breve.
Por: Erê Cabelos